Kings realmente desistiu de Ben Simmons?

Após quase um mês de conversas, na última sexta-feira (28), o Sacramento Kings desistiu de negociar com o Philadelphia 76ers para adquirir Ben Simmons. O time da Califórnia apareceu como forte candidato a colocar um fim na novela envolvendo o astro. Contudo, como informou Adrian Wojnaroski, da ESPN, a direção da franquia optou por levar adiante as relações comerciais. Mas, o Kings teria realmente desistido de contar com Simmons?

De acordo com Eric Pincus, do Bleacher Report, não é bem assim. Sem desmerecer a apuração do companheiro de trabalho, o repórter revelou que ainda há uma esperança de que o negócio avance. Isso porque bastaria o Sixers diminuir um pouco a pedida feita para que a conversa seja retomada. “Sacramento precisava se afastar porque o 76ers não foi razoável ​​em suas exigências”, disse um executivo da Conferência Leste. “Se Philadelphia recuar um pouco, talvez o Kings ainda possa correr por Ben Simmons”.

Entretanto, devido ao histórico do comportamento adotado pelo presidente de operações do 76ers, Daryl Morey, a redução na oferta seria pouco provável. Para o mandatário, há uma esperança que, para a próxima temporada, seja possível usar Simmons para angariar astros como James Harden, Bradley Beal, Shai Gilgeous-Alexander, Jaylen Brown ou Damian Lillard.

Harris e Fox como facilitadores

Por outro lado, há um desejo do Sixers em envolver Tobias Harris em um pacote comercial junto a Ben Simmons. Para isso, “bastaria” que o Kings se dispusesse a negociar De’Aaron Fox em troca. Assim, segundo Pincus, Morey ficaria mais disposto a ceder o australiano.

Porém, a direção de Sacramento já declarou que não pretende negociar o armador titular da equipe. De acordo com Shams Charania, do portal The Athletic, Fox recebeu a garantia de que não será trocado. O repórter apurou que a alta cúpula da equipe contatou o empresário do jogador, Chris Gaston, para tranquilizá-lo quanto à situação.

Do mesmo modo, o Kings não parece disposto a adquirir Harris e Simmons, mesmo que mantenha Fox no time. Afinal, seria um investimento muito significativo em três jogadores que podem não ser suficientes para mudar a franquia. O beco sem saída parece real, mas nenhuma possibilidade está realmente descartada até a trade deadline (10 de fevereiro).

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.