NBB

Vitor Galvani, a nova aposta do basquete do Pinheiros






Jovem treinador, de 31 anos, começa planejar a nova equipe para a temporada 2024/25

 

Considerado o maior clube formador em todas modalidades esportivas, o basquete do Esporte Clube Pinheiros volta apostar em um jovem treinador para suas próximas temporadas. Nesta semana, o campineiro Vitor Galvani fechou contrato com o Clube e, como jovem na carreira, vindo da base de Joinville, Campinas e Corinthians, só pensa em lançar novos valores e ver os resultados acontecerem.

Galvani, como é mais conhecido, de 31 anos, já deu muitos saltos na carreira, como técnico de basquete, desde que aos 19 anos, quando percebeu que não tinha tanta técnica e altura para seguir o sonho de ser jogador de basquete. E passou a buscar novos rumos no esporte que tanto aprecia: se envolveu na atividade que era dada.

Vitor Galvani, já com a camisa do Pinheiros: novo desafio na carreira de técnico. Foto: Gabriella Garbim/ECP

“Fiz de tudo no começo. Editava vídeo, fazia estatística e graças ao José Neto, que era técnico do Joinville, me convidou para fazer alguns trabalhos para a comissão técnica. Foi a oportunidade que precisava”, lembra Galvani, o novo técnico pinheirense que irá ocupar o posto que era de David Pelosini.

Depois de Joinville e reconhecido pela Confederação Brasileira de Basquete, Galvani logo chegou para dirigir as equipes Sub-18, quando foi campeão Sul-Americano e medalha de prata na Copa América de 2022. Para subir à comissão técnica da Seleção principal foi questão de tempo. Participou da equipe comandada por Gustavo De Conti, antes de ser convidado pela NBA para ser um dos assistentes na equipe do G-League com o Capitanes, da Cidade do México.

Galvani, Helinho e Gustavinho: Seleção Brasileira Adulta. Foto: CBB

Apesar que já dirigiu a equipe adulta do Corinthians, o Pinheiros será o ponto de partida como técnico do adulto na carreira de Galvani. E isso o deixou muito animado. “É um desafio grande. Desde quando jogava, ouvia que o Pinheiros tem o DNA de formador e uma vitrine, onde todos os jogadores queriam estar aqui e isso me chamou a atenção quando aconteceu a possibilidade de voltar do México. Vi que a diretoria estava bem alinhada na formação dos atletas. Entendo que isso é um desafio, onde vamos ganhar alguns jogos pela juventude da garotada e também podemos perder outros pela inexperiência deles. A ideia é ter um time competitivo e formando esses atletas”.

Nesta semana, Galvani esteve reunido com o diretor de basquete, Rodrigo Montoro, com o diretor de área, Fábio Ferraro e com o supervisor Paulinho Boracina, já montando o planejamento da formação da nova equipe do adulto para a temporada 2024/25.

O último trabalho de Galvani foi no Capitanes, da Cidade do México. Foto: arquivo pessoal

“O Pinheiros tem os melhores jogadores em cada categoria, com gerações de alto nível. Isso vai facilitar o nosso trabalho em levar jogadores da base para o adulto. São ótimos jogadores e só iremos implementar situações de jogo para eles. Vou contar com a ajuda do Giovannoni que assumiu o Sub-20 e com o Paulinho, ex-atletas que tiveram uma vivência de quadra que eu não tive. Eles vão me ajudar muito”, disse.

Completando, Galvani lembra que o sucesso da equipe tem uma série de fatores envolvidos. “Desde disponibilidade de quadra para treinar”. O primeiro desafio do novo treinador pinheirense será no Campeonato Paulista, ainda sem data para começar.





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *